PANFLETOS E CARTAZ MAYDAY!!

cartaz.jpg

Já estão impressos belos cartazes e panfletos de divulgação da parada MayDay. Podes descarregar o panfleto aqui (.pdf). Há distribuições marcadas para vários pontos da cidade, callcenters e centros comerciais. Para participares nessas distribuições ou levares panfls e cartazes para os teus meios, escreve-nos e espalha a palavra: o precariado rebela-se!!

15 Respostas to “PANFLETOS E CARTAZ MAYDAY!!”

  1. fado bravo Says:

    Excelente……

  2. alvaro Says:

    pessoal, era so para vos dar uma força. parabéns pelo site…e vão-lhes às canelas!

  3. marTA Says:

    O Mayday está a nascer para acordar Portugal!!! Todos nós somos importantes para que a mudança aconteça!

  4. theagitator Says:

    Your site is included in my post listing 2007 Mayday events: MayDay 2007: Europe

  5. Manuel Tiago Says:

    Tipico da “esquerda da esquerda” e das esquerdices em geral. Ao invés de militarem nos sindicatos de classe (CGTP/Intersindical) entretêm-se a fazer nascer “movimentos alternativos” (que de alternativo nada têm) e que não representam ninguém senão a meia-dúzia do costume.

  6. Tiago Says:

    CGTP…sindicalismo reformista. Concertação Social, pedir migalhas aos patrões e ir resistindo com barricadas de ar. O que até hoje foi conseguido pela CGTP? sectarismo e mais sectarismo. Revisões constitucionais já foram umas quantas, o código do trabalho do Bagão e os apertos de mão ao patronato.

  7. ana Says:

    se os sindicados de “classe” trabalhadora conseguissem representar esta nova classe, estaria de acordo consigo. no entanto penso que nao se entendeu que a chamada classe trabalhadora sofreu uma alteraçao considerável, sendo que muitas das figuras do precariado hoje em dia nao podem defendidas por um sindicado, por nao serem sequer considerados trabalhadores. Nao é uma questao de estar contra o sindicalismo, mas sim entender que há mita gente que nao se sente representado pelos sindicados pelas mais variadas razoes.

  8. Pica Pulgas Says:

    Em Resposta ao Manuel Tiago:
    As instituições portuguesas da sociedade civil (associações, sindicatos, etc.) têm estado largamente vinculadas, de uma forma ou de outra ao Estado, a interesses partidários ou sectários e à «cogestão» do capitalismo.
    Recusamos o sindicalismo de «gestão», em que alguns burocratas se
    assumem (com que legitimidade???) como porta-vozes de nós todos, nos
    conselhos da «consertação social», nomeadamente, onde são «negociados» acordos prejudiciais aos trabalhadores.

    Associação de Classe Interprofissional
    http://www.acinterpro.org/
    Baseia-se na solidariedade e na autogestão das trabalhadoras e dos trabalhadores. Declara-se independente de partidos, ou de quaisquer outros grupos de pressão. Rege-se pelos princípios democráticos e reconhece o direito de tendência no seu seio.

  9. Luis Lamy Says:

    Manuel Tiago/ Pica Pulgas:
    ah ah, até parece os “apanhados” – no meu caso fui convidado a sair do SIFAP (sindicato nacional dos profissionais de farmácia e paramédicos) que faz parte da CGTP/intersindical, por não pagar a quotas quando fiquei desempregado, alegando que como não exercia já não era técnico de farmácia, o que vai até contra os seus próprios estatutos! está tudo dito sobre a defesa dos trabalhadores nesse sindicato que, repito, faz parte da CGTP/Intersindical. O Pica Pulgas tem razão e gostei dos principios da http://www.acinterpro.org/ que ao que parece o poder tenta ilegalizar (por ter estudantes como associados) só para ver a cretinice reinante.

  10. Carlos Brito Says:

    Mas qual nova Classe?! só se for a vossa, de gajos sem “classe” e essa certamente a CGTP não representa

    Mais um “movimento” dos divisionistas do costume, fazem (ou tentam) continuar o trabalho da UGT, o que vale é que só se representam a si próprios e de certeza que a maioria não trabalha em call center´s nem coisas do genero,mas isso já é outra história🙂
    Deixem-se disso, larguem os “djambés” e juntem-se aos trabalhadores contra esta politica de direita.

  11. Pica Pulgas Says:

    Ao Carlos Brito: : bastaria estares mais atento à programação da parada MayDay para saberes que na Praça de Alvalade, se uniu à manifestação da CGTP onde seguiu na cauda da manif sindical, até à Cidade Universitária – quem é o divisionista?
    Gajos “sem classe” com djambés que a CGTP não representa é infelizmente a prova que esta central sindical por ter uma hierarquia construída de topo para a base com natural fossilização, não consegue adaptar-se aos tempos e reestruturar-se para assimilar as novas divisões do trabalho e por tal está incapacitada para a defesa dos seus direitos como tu próprio reconheces. Deixa-te disso vem mas é para a rua apoiar a luta dos trabalhadores, quaisquer que sejam as suas profissões, contra quem os explora e engana.

    Saudações companheiro

  12. Sindicato dos Profissionais de Farmácia e Paramédicos Says:

    Resposta ao Sr. Luis Lamy
    Em primeiro lugar, embora colaboremos com a C.G.T.P. não somos filiados na mesma, pois somos um sindicato independente.
    Em segundo lugar, não é verdade que, porque está desempregado seja convidado a sair por não pagar cotas, agora não se pode é estar nesta situação (não exercer a profissão e continuar como sócio sem pagar cotas). Tal só acontece quando anos decorridos na situação, falso desemprego porque, muitas vezes estão a exercer outra profissão, ou a exercer na mesma mas sem nos comunicar e a ter todos os direitos sindicais.
    Se tem cédula profissional de técnico de farmácia (supostamente não a tem) é técnico de farmácia. Efectivamente o seu comentário é que parece “os apanhados” pois não tem nada a ver com a questão em que se baseia.
    A Direcção

  13. Luis Lamy Says:

    Esclarecimento referente à minha mensagem de Maio 1: deixei de pertencer ao SIFAP porque não paguei as cotas quando fiquei desempregado e não porque “como não exercia já não era técnico de farmácia” – o SIPAF disse-me em resposta que terei este titulo toda a minha vida🙂
    Na mesma carta perguntaram-me:
    -“acha que era possível um individuo manter-se eternamente filiado sem pagar cotas”.
    – sinceramente acho, se estiver desempregado – até está nos estatutos😦

  14. sifap Says:

    Os estatutos dizem isso mas têm mas existem normas pois no caso em questão não acreditamos, dadas as particularidades, que estivesse eternamente desempregado. Além disso é preciso comunicar que se mantêm nessa situação o que não foi o caso

  15. Pica Pulgas Says:

    Não confunda: não fiquei eternamente desempregado, mas enquanto estive desempregado fui convidado a sair porque não pagava as cotas. Quando me inscrevi no SIPAF esperava mais solidariedade para com quem está desempregado e o sindicato, quanto a mim e neste aspecto falhou. Posso ser recriminado pelos condoídos que não se deve disparar contra uma ambulância, ou pelos que têm uma concepção policial da História que “atacar” o sindicato é fazer o jogo da reacção. Não me deixarei intimidar por estas vozes da “razão”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: