LEVANTE A MÃO QUEM AINDA NÃO SAIU DE CASA DA MÃE AOS 50!

Geração 500 euros! – E é para sempre?  Vivemos desempregados. Ou a prazo. Contrato após contrato, recibo verde após recibo verde, mês após mês, ano após ano… Sempre na inútil esperança de que nos calhe melhor sorte.  Quantos somos nós, os das fileiras da “Geração 500 euros”? Seis em cada dez jovens que trabalham; centenas de milhares de trabalhadores precários existem neste país. Primeiro jovens, depois menos jovens e, por fim, já velhos. Descartáveis toda a vida, isso sim.  O custo social e económico desta organização e sistema laborais vai sair elevado a Portugal. Já alguém se deu ao trabalho de fazer um pouco de análise prospectiva? Quantos jovens não conseguirão construir uma vida com um mínimo de estabilidade e compromisso? Qual a dimensão do envelhecimento populacional resultante destas gerações sem filhos? Quanto perderá o Estado e o país do investimento que fez no ensino público, nomeadamente no superior? Quem vai assegurar a manutenção e a viabilidade financeira da Segurança Social no futuro? Quais as consequências para o colectivo de se ter uma população activa desanimada, desajustada, frustrada, desconsiderada, desperdiçada?   A “Geração 500 euros” já está nos 30 e a caminho dos 40. Conhece demasiado bem os centros de emprego, eufemismo doente para classificar o inqualificável e desajustado sistema burocrático que era suposto ajudá-la a encontrar emprego. “Apresente provas de que anda à procura, por favor…”.  O desnorte das políticas de emprego, a precarização sistemática e cada vez mais aguda dos vínculos laborais, a “flexibilidade” com maquilhagem de segurança… Publicações no “Diário da República” que nos matam os dias, as esperanças, os sonhos… e os direitos constitucionais mais elementares: o direito ao trabalho, à habitação, a uma remuneração justa pelo nosso trabalho, a uma vida condigna.  A precariedade laboral não tem de ser uma fatalidade. Ou para ti tem? Rita Cruz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: